• 7 de setembro de 2017
pt_br

Uma nova família para Aparecida

Diante deste testemunho tão maravilhoso, só podemos nos unir em uma imensa ação de graças:

«Encontramos Aparecida em Outubro de 2002. Viemos de missão na Fazenda do Natal (Brasil) por dois anos e o sacerdote que estava como responsável na época nos pediu de receber esta menina que tinha seis anos. Maria Aparecida havia chegado a Fazenda em 15 de Agosto desse mesmo ano. Era una menina abandonada, maltratada, uma menina diferente… Depois de vários encontros com especialistas, diagnosticaram que ela era autista.

JPEG - 224 KB

Foi ela a primeira filha que recebemos no seio do nosso casal. Era ao mesmo tempo um tornado, uma grande ternura e um sorriso astucioso. Era como abrir uma caixinha de música… às vezes desafinada e às vezes era uma maravilhosa melodia. Quantas surpresas nos esperavam! Cada dia tivemos que renovar o nosso sim, o sim de nosso batismo, o sim de nosso matrimônio, o sim a nossa missão, o sim de Maria.

Em 2006, quando voltamos para uma segunda missão, tivemos a imensa alegria de recebê-la novamente. Durante esses oito anos na Fazenda nós tentamos ser o “o ponto de referência” que ela necessitava para abrir-se, para crescer, para sentir-se amada simplesmente.

Em dezembro de 2014, saímos da Fazenda e Aparecida foi levada em uma instituição que parecia adaptada para ela, mas no transcurso dos meses, as condições se degradaram. Pouco a pouco ela se encontrou em meio de pessoas anciãs, em um ambiente que não lhe correspondia. Quando pedíamos noticias desde França ficávamos com o coração partido…

Em Outubro de 2016 fomos de férias ao Brasil e vimos Aparecida, sua situação era bastante dura… deixamos o Espírito soprar e decidimos começar os trâmites para pedir a guarda e assim poder recebê-la na França. Para alguns isto pode parecer uma “loucura”, mas o que é loucura aos olhos dos homens, não é sabedoria aos olhos de Deus? E eis que, misteriosamente, abandonando e confiando, tudo foi arranjado e pago. No dia de Santa Ana o juiz nos deu a tutela definitiva e no dia de Maria Rainha, a baixada concedeu o visto… Amém! Aleluia! Demos graças a Nossa Senhora!

Despedida de Aparecida, Domingo 3 de setembro de 2017

No 8 de setembro, Aparecida vai para outros horizontes: França, onde Gabriel espera impaciente por sua irmã mais velha, brasileira. Estamos muito felizes de voltar a encontrar “nossa filha mais velha”. Nossa Senhora nos confia estes filhos, é uma bela e grande missão. De agora em diante, agradecemos as suas orações por esta “nova aventura”para Aparecida e para nós. Nossa casa, nas margens do Rio Loire, está aberta a todos os que desejam visitar-nos. Todos são bem vindos! Sejam Bem vindos!»

Stéphanie e Lucas


Voltar para o início