• 2 de outubro de 2010
pt_br

Mesa Redonda: «Um mundo em busca da compaixão»

Às 19h do dia 17 de setembro, no Instituto Feminino da Bahia em Salvador, aconteceu à mesa redonda com o tema “Um mundo em busca da compaixão”, este evento foi aconteceu como parte das programações em comemoração aos 20 anos do Movimento Pontos Coração.

Estiveram presentes Dom João Carlos Petrini, membro da comissão episcopal «Família e vida» da CNBB, Bispo auxiliar da arquidiocese de Salvador, diretor do pontifício «Instituto João Paulo II» para estudos sobre Matrimônio e Família, Sra. Sônia Maria Moreira de S. Bastos advogada, professora, procuradora autárquica, ex-secretária de justiça e Direitos humanos, superintendente de Cultura do Estado, gerente do IFBA, Padre Guilherme Trillard responsável por Pontos Coração Brasil e Emerson Sanches, mestre, professor e empresário na área de serviços.

O primeiro a falar foi Dom João Carlos Petrini que ofereceu um olhar teológico e bíblico. Ele insistiu sobre o fato que a compaixão é a essência mesma de Deus, que em Cristo encontra-se a expressão mais acabada de uma compaixão que se doa gratuitamente “até o fim” (Jn 13,1)

Pe. Guillaume Trillard fez apelo a sua experiência perto daqueles que mais sofrem, para ilustrar a afirmação de Bento XVI “A grandeza da humanidade determina-se essencialmente na relação com o sofrimento e com quem sofre. Isto vale tanto para o indivíduo como para a sociedade. Uma sociedade que não consegue aceitar os que sofrem e não é capaz de contribuir, mediante a compaixão, para fazer com que o sofrimento seja compartilhado e assumido mesmo interiormente é uma sociedade cruel e desumana.”

Sra. Sônia Maria Bastos compartilhou a sua experiência como secretária de Justiça e Direitos Humanos. Com um entusiasmo comunicativo, ela testemunhou a sua paixão pela dignidade do ser humano: “Tínhamos que reconhecer que estávamos diante de um condenado, mais acima de tudo estávamos diante de um homem”.

O último foi o Prof. Emerson Sanches, que ilustrou a experiência da compaixão no mundo da empresa, seu setor de atividade: “O reflexo disso é uma empresa muito mais administrada, um clima de trabalho muito mais produtivo, e o resultado final é totalmente diferente”

JPEG - 33.8 KB
Irmã Miriam e Roberta Hatty

A mesa redonda, mediada por Roberta Haty, ex-voluntária de Pontos Coração na Argentina e no Cazaquistão, foi concluída com um momento artístico, a apresentação audiovisual de Jean Maria Porté, fotógrafo que ilustrou o impacto da compaixão sobre o trabalho de um artista.

Veja as Fotos no Picasa:

http://picasaweb.google.com/1074600...


Voltar para o início