• 18 de fevereiro de 2011
pt_br

Fabiane, do Rio, sai para o Ponto Coração do El Salvador

De onde você é?

De Rio Bonito perto do Rio de Janeiro. Gosto muito da minha cidade. Tem bastante verde como aqui na fazenda do Natal. Eu trabalhava em um escritório de contabilidade e estudava na área de gestão do meio ambiente. Eu participo de uma comunidade: “Servir”. Vou fazer a experiência de 14 meses em Pontos Coração em El Salvador. Mesmo se tenho alguns medos, estou ansiosa para ir, apesar de ter que deixar minha família, meus amigos e todas minhas coisas. Estou aqui, mas meu coração já está lá.

Como você conheceu Pontos Coração?

Através de Padre Arnaud, em Copacabana, num retiro que ele pregou em setembro de 2009. No final ele falou um pouco sobre o carisma de Pontos Coração e achei interessante, havia alguma coisa dentro de mim, me emocionei; e, assim, fui falar com o padre.

O que te atraiu mais?

Foi o carisma de vocês, a consolação, a misericórdia e a compaixão e esse jeito que vocês tem de trabalhar com as crianças, de olhar a pessoa, não só para o que ela aparenta exteriormente ou o que ela fez ou deixou de fazer, mais de olhar para ela como gente, como filha de Deus. Foi isso que mais me atraiu. É impressionante o olhar que vocês dão às pessoas: dá para sentir como elas se sentem muito mais gente. Porque vejo muito isso: que as pessoas se diminuem muito por causa das situações que elas vivem, elas se acham tão pequenas, tão miseráveis..., e vocês conseguem devolver toda a dignidade para essas pessoas com o olhar, com o jeito que vocês estão com elas...

Você espera o que desse tempo em El Salvador? Estar mais em Deus e aprender a olhar as pessoas da forma que vocês olham, a tratar a pessoa não só pelo seu exterior ou pelo que ela faz, mas com a dignidade de um filho de Deus. Além de ajudar, desejo crescer, me deixar modelar por Deus, ser como a Virgem Maria que fez tudo o que Ele quis na vida dela.


Voltar para o início